O governo de Pernambuco informou  por meio de nota, que os navios turísticos não devem voltar a realizar viagens para Fernando de Noronha. A volta dos cruzeiros marítimos para a ilha, na temporada 2021/2022, foi anunciada pelo governo do estado em entrevista coletiva na quinta-feira (11).

Fernando de Noronha não recebe navios turísticos desde 2013. Por 23 anos os cruzeiros foram realizados, com escalas regulares, e há oito anos foram suspensos. Ao longo dos últimos anos, poucos cruzeiros fizeram escalas em Noronha e não houve uma linha regular, como ocorria no passado.

“Diferente do divulgado na última quinta-feira (11), a liberação de cruzeiros em Pernambuco está restrita ao Recife. Fernando de Noronha não está incluído nessa permissão, uma vez que o arquipélago segue critérios rígidos de proteção ambiental. As temporadas regulares de cruzeiros em Noronha estão suspensas desde 2013”, informou a nota.

Para realização de cruzeiros é preciso autorização do governo do estado, que emite a licença para as viagens. Em março de 2020, o então presidente do Instituto Brasileiro do Turismo (Embratur), Gilson Machado Neto, atual ministro do Turismo, afirmou que os cruzeiros voltariam à ilha.

O governo de Pernambuco rebateu o anúncio, negou o retorno da atividade e alertou que a liberação poderia causar impactos na infraestrutura de Noronha.