Max Verstappen sabe que a luta pelo título da Fórmula 1 contra Lewis Hamilton e Mercedes “não vai ser fácil”, apesar de recuperar a liderança do campeonato na Turquia. O holandês está agora a seis pontos à frente do britânico no topo da classificação de pilotos depois de terminar em segundo no úmido GP da Turquia em Istanbul Park neste domingo (10).

O heptacampeão entrou no fim de semana com uma vantagem de dois pontos, mas foi forçado a largar em 11º no grid após uma sofrer penalidade por ter trocado o motor. Ele se recuperou e terminou a corrida em quinto, apesar de ter discordado da estratégia da equipe de mantê-lo na pista por mais tempo em seu primeiro conjunto de intermediários.

Verstappen não trouxe nenhum desafio real para o vencedor da corrida Valtteri Bottas, que conquistou sua primeira vitória no ano com uma vantagem de 14s5 na bandeira quadriculada. O piloto da Red Bull sentiu que a Mercedes foi “definitivamente mais rápida neste fim de semana” e que sua equipe “não se recuperou”, provando que mesmo depois de voltar à liderança do campeonato, enfrentariam um duro desafio para ganhar o título.

“No molhado, eles parecem ter um pouco de vantagem, disse Max. “Teremos que analisar, é claro, por que não éramos competitivos aqui. Mesmo com a vantagem de pontos, não vai ser fácil.”

“Acho que disse isso antes mesmo de começarmos o fim de semana: até agora tivemos um ano muito bom, não vai mudar o mundo para mim se eu terminar em primeiro ou em segundo no campeonato, mas sempre vou dar o meu melhor.”

“Veremos novamente em Austin como vai ser. Não vamos desistir, sempre tentaremos fazer o melhor que pudermos. Espero que seja o suficiente. Se não for, não perderei meu sono.”

Verstappen ficou a alguns segundos de Bottas em alguns pontos do período inicial e tentou ganhar vantagem trocando para um segundo conjunto de intermediários antes que a Mercedes fizesse seus pit stops.

A parada da rival alemã foi uma volta depois para garantir que o finlandês mantivesse a liderança, com Max optando por não atacar para tentar reduzir a diferença nas fases finais e assegurar a segunda colocação.

“Considerando todo o fim de semana, estando um pouco fora do ritmo em comparação à Mercedes, acho que fizemos uma corrida decente,” comentou Verstappen sobre o ritmo da prova. “Não havia como atacar o Valtteri, ele geriu a prova muito bem e cuidou dos pneus.”

“Também tive Charles [Leclerc] bem perto de mim no primeiro stint, ele tinha um ritmo muito bom. Em um ponto, eu disse que os pneus estavam completamente desgastados, eles ‘se transformaram’ em slicks, então estava bem complicado.”

“Decidimos fazer o pit stop e apenas levar para casa. De qualquer forma, eu não tinha ritmo para lutar contra Bottas, então também não havia necessidade de estar a dois ou três décimos dele. Apenas administrei os pneus até o fim.”

Fonte: UOL
Foto: Motorsport